Categorias
Notícias

De cortadora de cana a auxiliar de enfermagem e profissional do Direito: a história de Maria José

O trabalho começava nas primeiras horas do dia e ia até o pôr do sol. Quem tinha habilidade terminava mais cedo e ganhava mais também. Aos 10 anos, a ex-cortadora de cana Maria José Silva de Lima, 49, não imaginava que sua vida daria uma guinada, graças a sua determinação e ajuda de amigos que encontrou quando deixou o campo e partiu para a cidade. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Hoje, ela trabalha como auxiliar de enfermagem em Maceió e concluiu o curso de Direito, com o sonho de ser defensora pública. Estuda para o exame da OAB. O Eufemea conversou com Maria José e traz para vocês essa história de superação.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
“Papai já trabalhava no campo e em outra atividade. Aos dez anos, eu minha irmã de oito anos, meu irmão e mamãe começamos a trabalhar no corte da cana. Mamãe cortava e eu e minha irmã amarrávamos cada uma meia tonelada, 50 feixes de cana, cada um com dez quilos”, lembra Maria José, que na década de 1980 morava em uma fazenda em São Luís do Quitunde, interior de Alagoas. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Na casa, não havia banheiro, energia elétrica, o fogão era a lenha, panelas de barro e aos sábados o trabalho era na produção de farinha.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Os estudos vieram aos sete anos. “Papai e mamãe sempre quiseram que os filhos aprendessem a ler e escrever”, diz Maria que morou um tempo em Maceió, mas voltou para sua cidade, onde estudou um ano. De volta a Maceió, ela seguiu a maratona a pé entre escola e trabalho. “O vale transporte só dava para ir e voltar do trabalho”, diz.

Foi no TRT que começou ‘o milagre da vida’. “Comecei trabalhando de serviços gerais, daí fui promovida a atendente. Lá fui abraçada por todos que me diziam pra estudar. Foi lá que minha vida começou a mudar”, lembra.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Ao concluir o segundo grau, ela se matriculou em uma escola de enfermagem à noite. “Vi que era o momento de recomeçar. Passei em dois concursos, Uncisal e Sesau. Graças a Deus as coisas melhoraram. Já o curso de Direito não estava em meus planos. Mas surgiu a vontade e cursei”, relata. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
“Com estudo e perseverança podemos vencer qualquer obstáculo. Lutem sempre por seus objetivos e não deixem de se amar primeiro”, afirma Maria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *