Vendedora tem casa incendiada por ex-marido e sonha em reconstruir para morar com os filhos

Era um sábado, dia 2 de novembro de 2019, quando a vendedora de semijoias Samara Melão, 38 anos, foi surpreendida pelo ex-marido, que ao chegar em casa bêbado e após uma discussão, ateou fogo no imóvel. Ela perdeu tudo o que construiu com muito esforço. Não sobrou nada. Móveis, roupas, fraldas do filho, alimentação. Tudo foi queimado. A casa era seu maior bem material. Virou cinza. Restaram só as paredes. 

Passado o desespero, Samara decidiu recomeçar, arregaçou as mangas e iniciou a reconstrução de sua casa. Uma foto no Instagram, onde ela mostra a situação, acabou viralizando e uma campanha foi iniciada para ajudá-la a reconstruir seu lar.  

Samara mora em Teresina, no Piauí, está em medida protetiva e a visita do filho dele está suspensa. Ela falou com o Eufemea, a quem contou sua história.  

“Ele chegou em casa bêbado, me xingando e querendo dinheiro. Como não dei, ele me deu um soco no rosto. Nesse momento, eu estava com meu caçula nos braços. Na época ele tinha 8 meses. Ele tentou tomar meu filho de meus braços, mas consegui fugir com o bebê. Quando saí de casa, ele trancou o portão sorrindo e tocou fogo na casa”, conta Samara, ao dizer que os quatro filhos mais velhos estavam com os pais dela, que moram em frente. 

O ex-marido, ela conta, “foi preso em flagrante e solto no dia seguinte. Está respondendo na Justiça. Agora estou na casa de meus pais com meus 5 filhos. O filho dele, o caçula, não recebe pensão nenhuma”, ela revela. 

Samara lembra que o relacionamento “sempre foi conturbado. Ele é violento, descontrolado e agressivo”.  

“Missão de volta ao lar”

Mas hoje, ela encara a retomada da vida e decidiu pôr a mão na massa, literalmente. Até deu um nome para a sua luta: “Missão de volta ao lar”, foi como intitulou o desafio de recuperar por conta própria a casa destruída pelas chamas. No Instagram, ela postou fotos da casa destruída e diz que “ficarão na lembrança do quanto fui forte e do tamanho da minha fé”. Num outro vídeo, ela mostra a força que a faz recomeçar.  

Samara decidiu iniciar a reconstrução da casa por conta própria e hoje apela por doações para conseguir voltar para o lar com os filhos

“Quero passar o Natal com meus filhos em minha casa. Eu vou conseguir. Depois do incêndio criminoso que sofri do meu ex-marido, decidi que está na hora de voltar para casa. Tudo que a gente precisa é a nossa casa.  Com a ajuda de alguns amigos e sem experiência nenhuma, vou reformar a minha casa e nada vai me impedir”, ela diz otimista num vídeo postado em 4 de julho. 

Samara Melão, 38 anos

Numa das postagens, antes de conseguir apoio, ela desabafa: “Eu que sempre posto fotos arrumadinha, hoje decidi postar fotos da minha realidade dos últimos dias: eu suja de fuligem. Estou na luta para conseguir reformar minha casa. Depois de pedir e implorar por ajuda em vários sites de vaquinhas e programas e não ter tido retorno, decidi eu mesma fazer isso. Eu que tenho asma, estou aqui sem ar por causa da fuligem. Me recupero e volto para lá, porque lá é minha casa. E vou lutar por ela, para ter ela de volta todos os dias. A violência contra a mulher não é de tanta importância de audiência. É uma coisa tão banal, tão comum”. 

Hoje ela diz que se sente mais forte, embora ainda conviva com o trauma. Os filhos, quatro meninos e uma menina, estão com 13, 10, 6, 4 e 1 ano e 6 meses. O bebê era o único filho do marido que ateou fogo criminosamente na casa. 

“Estou mais forte, mais confiante. Sei que ainda falta minha casa para minha felicidade estar completa, mas sou muito feliz, livre, inteira. As mensagens de mulheres se inspirando em mim me deixam muito forte e abraçada”. 

Questionada de onde veio a determinação para começar a reconstrução da casa, ela responde: “Da vontade de ter meu canto, de dar conforto a meus filhos. Como não tinha ajuda, decidi fazer o q podia vendo vídeos no YouTube”, revela. 

O drama de Samara, que está desempregada e não tem condições de arcar com os custos da obra, chamou a atenção e viralizou. Foi criada uma ‘vaquinha eletrônica’ para ajudá-la.

Quem quiser e puder contribuir, pode doar na vaquinha https://voaa.me/casa-samara 

 Ou na conta caixa Econômica Federal 

Conta 60461-4 

Ag 1606 

Op 013 

Samara Patrícia Melão da Silva 

Bradesco 

Conta 15310-9 

Ag: 3848 

Samara Patrícia Melão da Silva