“Dietas ‘milagrosas’ são perigosas e podem causar prejuízos à saúde”, alerta nutricionista

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

A busca pelo corpo perfeito e o fácil acesso a informações permite às pessoas buscarem conhecimento sobre alimentação saudável, dietas e opções para melhorar a qualidade de vida. Sem a ajuda de uma profissional, algumas pessoas seguem dietas chamadas de ‘milagrosas’ que são disponibilizadas na internet ou até mesmo compartilhada por famosos, mas que podem causar prejuízos à saúde. 

O Eufêmea conversou com a  nutricionista Emilly Araujo, pós-graduanda em Nutrição Esportiva e Estética para saber quais são os perigos de uma dieta feita por conta própria. 

Segundo Emily, a facilidade em como são disseminadas as informações, onde muitas dela não tem embasamento científico faz com que surjam dietas da moda. “E até mesmo alimentos com potencial emagrecedor que são tipos como milagrosos”, completou.

“Em busca de perda de peso de forma rápida, muitos se submetem a esses tipos de dietas, sem saber se estão atingindo pelo menos o mínimo das suas necessidades diárias, para um bom funcionamento do organismo. Aí é onde mora o perigo”, reforçou a nutricionista.

Emily explicou que as dietas são restritivas, onde são ofertadas calorias e nutrientes menores que o necessário. “Fazendo com que o organismo mobilize suas reservas em busca de energia, dessa forma a composição corporal é modificada negativamente, onde em vez de perder gordura corporal, é perdido massa muscular”.

E o perigo vai além: com essas dietas, as pessoas podem ter deficiências de  micronutrientes que também podem causar desde queda de cabelo, fadiga, dificuldade de concentração, pele seca, unhas fracas, até doenças mais sérias, como doenças cardiovasculares.

Dieta ou reeducação alimentar?

A nutricionista disse à reportagem que a reeducação alimentar é mais interessante e que deve ser feita com a orientação de um nutricionista. O processo da reeducação acontece de maneira gradual. “Isso acontece aos poucos, onde novos hábitos vão surgindo”.

“Você passa a ter uma boa relação com a comida, onde tem autonomia para fazer suas escolhas e não precisa fazer restrições. São feitas trocas inteligentes”, justificou.

Procure um profissional adequado

E neste momento em que muitas pessoas reclamaram do ganho de peso na pandemia, as famosas dietas milagrosas se transformaram em uma “saída” para algumas pessoas que querem perder peso rapidamente.

Entretanto, Emily aconselha que se procure um nutricionista. Afinal, cada organismo é único e tem suas particularidades e necessidades. 

“Sua alimentação deve ser individualizada. O que deu certo para uma pessoa, pode não funcionar com a outra. E os riscos são vários! Uma rede de apoio composta também de psicólogo e educador físico, também faz com que o processo de perda de peso se torne mais fácil e eficaz”, finalizou.