É possível planejar a maternidade diante do diagnóstico de câncer? saiba mais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Apesar do aumento do número de casos de câncer em mulheres jovens nos últimos anos, os tratamentos cada vez mais precoces e modernos têm levado a uma maior cura e sobrevida dessas pacientes. Uma das dúvidas que mais recebo é se é possível planejar a maternidade diante do diagnóstico de câncer.

Sim, é possível planejar a maternidade mesmo diante de um cenário difícil, já que o tempo necessário para o congelamento, não retarda o tratamento do câncer, nem muda resultados. 

Os tratamentos de quimio e radioterapia afetam a produção de óvulos da mulher (reserva ovariana), muitas vezes de forma irreversível, e através do congelamento de óvulos ou embriões, é possível tentar preservar a fertilidade antes dos tratamentos, e manter vivo o sonho da maternidade–após a cura do câncer.

Letourneau, et al. cancer, 2012 evidenciou que 75 % das mulheres desejam ter filhos após o diagnóstico do câncer. 

É preciso que os profissionais envolvidos com a terapia do câncer, oncologistas, mastologistas, por exemplo, ofereçam essa possibilidade, e se for desejo da mulher , encaminhar para o especialista em reprodução assistida. 

Hoje dispomos de várias estratégias seguras e rápidas, que podem auxiliar também a viabilidade financeira dos procedimentos, e juntamente ao oncologista, estudamos o melhor protocolo.