Mulher cuida de esposo que sofreu grave acidente e ficou acamado: “Nosso amor é do tipo raro”

Um grave acidente de carro modificou a vida de um casal que mora em Fortaleza, Ceará. O garçom Wesley Duarte, de 27 anos, estava dirigindo um carro quando cochilou e bateu em um poste. O veículo ficou totalmente destruído e por causa do acidente, Wesley teve  traumatismo cranioencefálico. De 2019 pra cá, a esposa dele, Caroline Pereira, de 28 anos, teve que viver uma nova vida. Ela cuida de Wesley todos os dias, já que ele ficou com sequelas: não anda, não escuta, não fala.

Os dois estão juntos há 13 anos e se conheceram ainda na escola. “Nós estudamos juntos”, contou. Hoje, eles têm duas filhas, uma de seis anos e outra de quatro. 

Foto antes do acidente. Foto: Cortesia

O acidente de Wesley aconteceu em março de 2019 e deixou Caroline desesperada na época. “Eu estava em casa com as meninas quando o acidente aconteceu. Wesley foi levado para o hospital e ficou em coma”.

“Foi desesperador o que aconteceu. Eu perdi 10 quilos, não conseguia comer”, disse ao Eufemea.

Caroline disse que quando recebeu a notícia de que Wesley iria ficar com sequelas, ela não acreditou. A fé dentro dela de que ele vai melhorar permanece até hoje. E essa fé faz com que ela continue cuidando dele.

“Chorei muito quando soube disso, mas eu sempre falei para mim que ia cuidar dele para sempre”, comentou.

Antes do acidente, Caroline disse que Wesley era um bom pai e marido. “A gente era muito feliz, tínhamos nossa briga como todo casal, mas fazíamos as pazes logo”. 

Abaixo você encontra um bilhete dele para ela.

Hoje, a vida de Caroline se resume ao marido. Por causa da situação, ela não pode trabalhar já que ele precisa de cuidados 24h por dia. “Ele depende de mim pra tudo: de um banho a uma troca de fralda”.

A rotina dela começa às 5h da manhã para tirar a comida que ele come por sonda da geladeira. “Aí espero esfriar e tenho que alimentar ele sempre às 6h que é a primeira refeição do dia”. O dia só termina para ela às 23h. “Ele não consegue fazer nada só”.

A situação não é fácil. Caroline não trabalha e conta com a ajuda de um tio de Wesley que paga a metade do aluguel.

Porém, segundo ela, não há outra saída. “Eu tenho que cuidar da minha família. É ruim vê quem a gente ama nessa situação, vê que de uma hora pra outra tudo mudou. De vez em quando choro muito e peço forças para que Deus me ajude”.

O amor dela com Wesley se transformou em um tipo de amor raro, segundo ela. “Amor de esposa, de mãe. Um amor que cuida sem se preocupar se ele irá passar o resto da vida assim ou não”.

As filhas a ajudam como podem. E até ensinam o pai. “Elas dão muito amor, ensinam as vogais para ele”.

Apesar de tudo isso, o amor dos dois ultrapassa todas as barreiras. Caroline disse ao Eufemea que acredita que “nada acontece por acaso” e que no momento que algo acontece, só se enxerga a dor. “Falta clareza e serenidade para compreender”.

E deixou uma mensagem para quem está passando por uma situação difícil. “Mas de nada vale desesperar. Jamais perca a esperança. Faça algo que mantenha o ânimo, pois tudo tem uma solução, você só ainda não consegue enxergar. Tenha forças para lutar”, finalizou.