Após agressões de esposo, mulher pede ajuda em bilhete na matrícula de filho: “Não me ignore”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Foi durante a matrícula do filho na escola estadual Laura Dantas, localizada no Cepa (Centro Educacional de Pesquisa Aplicada), no bairro do Farol, em Maceió, que o pedido de socorro veio. Uma mulher de 28 anos pediu ajuda relatando agressões físicas cometidas pelo companheiro em um bilhete que estava no meio dos documentos do filho do casal.

De acordo com informações registradas pela Segurança Pública de Alagoas, a vítima escreveu: “Por favor, me ajude. Estou sendo espancada, não posso falar, estou com hematomas na perna e meu filho foi seriamente sofrido psicologicamente (sic). Ele me bateu com o facão. Me ajude, ele não me deixa falar, me ameaça toda hora. Não consigo mais ficar calada, eu me cansei. Não me ignore”.

A Polícia Militar foi acionada pela direção da escola, e o homem foi preso em flagrante por violência doméstica.

Depois de ser detido, o investigado foi levado para a Central de Flagrantes do bairro Gruta de Lourdes. Ele está preso aguardando audiência de custódia.