Violência contra mulher: 80% das tentativas de feminicídios no Brasil são contra mães

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Foto: Reprodução/Instagram

O 15º Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgado nesta quinta-feira (15) mostra que em 80% dos lares brasileiros, onde um homem tentou matar uma mulher com uma faca ou arma de fogo, a vítima era mãe. 

Conforme o Anuário — que se refere ao ano de 2020–, 60% das mulheres que sofreram algum tipo de violência doméstica, têm filhos.

As mães também representam 74% das vítimas de estrangulamento e tentativa de espancamento e, 65% foram agredidas com tapa ou soco.

O Anuário também mostra que em todo país foram 1.943 tentativas de feminicídios durante o ano de 2020.

Já o total de feminicídios registrados em 2020 foi de 1.350, o que equivale a uma mulher assassinada a cada sete horas.

O gráfico mostra que a maioria das vítimas de feminicídio tem idade entre 18 e 29 anos. 

Sobre o tipo de instrumento utilizado para o feminicídio, a arma branca aparece em primeiro lugar. A arma de fogo aparece em segundo lugar.

Com relação aos locais do crime, a residência ainda é o local com mais registro.