Dezembro laranja e os cuidados com o câncer de pele; dermatologista pontua cinco tipos de câncer

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Foto: Reprodução/Internet

O mês de dezembro veio com o sinal laranja de alerta para a prevenção do câncer de pele. A proposta “Adicione mais fator de proteção ao seu verão”, é organizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) para a campanha de 2021.

O alerta que os médicos dermatologistas reforçam é que devido ao Coronavírus, o uso de máscaras e o isolamento social, as pessoas acabaram perdendo o hábito de usar de forma regular o protetor solar. Também há uma preocupação que com a vacinação em massa e a chegada do verão e as festividades, as pessoas tendam a voltar a frequentar praias e clubes, onde terão maior exposição ao Sol.

Por isso, a campanha deste ano vem com o alerta em conjunto com o vírus do COVID -19 que ainda é preciso manter o cuidado necessário, mas também manter os cuidados de fotoproteção com a pele durante o retorno de atividades de exposição solar.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, o câncer de pele é responsável por 33% dos tipos de câncer que mais atingem os brasileiros, sendo que o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 185 mil novos casos. O tipo mais comum, o câncer da pele não-melanoma, tem letalidade baixa, porém seus números são expressivos.

Então, minhas Bonitas, nada de esquecer o protetor solar, ainda mais morando em um país com clima tropical e de altas temperaturas, devemos redobrar o cuidado com nossa pele. Ah, e sem essa de passar protetor só no dia de praia, quem acompanha as minhas matérias aqui, sabe que sempre falo que um dos passos mais importantes para nossa rotina de cuidados com a pele é o protetor solar diário.

E, notando qualquer alteração na sua pele, procure um dermatologista de sua confiança. Lembre-se: prevenção sempre é o melhor caminho.

A Dra Renata Rebêlo, médica dermatologista, pontuou 5 tipos de câncer de pele para vocês se atentarem no cuidado diário e entenderem mais sobre essa doença. Compartilhe com as amigas, já que essa é aquela dica que não pode ficar só para você.

Caso você identifique algum desses sintomas, procure um médico de sua confiança.

E por hoje é isso Bonitas. Até a próxima.