Colabore com o Eufemea

Pernambucana cria Instagram que reúne relatos de parto: “Informações para mulheres”

Crédito da foto: Rhuanny

Foi após a primeira gravidez que Thamiris Andrade decidiu divulgar relatos de partos através da rede social. Ao Eufemea, Thamiris conta que durante a gravidez não encontrava histórias atualizadas de partos humanizados em Maceió. Por isso, ela criou o “Relatos de Parto”, uma página no Instagram para publicar histórias de mães com o objetivo de divulgar informações e indicações de forma neutra.

A pernambucana conta que chegou em Maceió há 6 anos e com ela trouxe o desejo de ter um filho por parto normal. Com o objetivo de procurar informações sobre parto humanizado na cidade, a empresária encontrou uma página no Facebook onde descobriu todas as explicações que precisava. No entanto, o parto não aconteceu como Thamiris esperava.

“Tive meu primeiro filho, consegui o parto que eu queria, mas não do meu jeito. Quando meu filho estava com dois anos eu quis engravidar de novo e fui buscar mais informações”, diz.

Contudo, Thamiris alega que hoje em dia o Facebook só oferece notícias e relatos antigos sobre o assunto. Baseado nisso, ela sentiu a necessidade de modernizar a área e mostrar a realidade atual de partos humanizados em Maceió através do Instagram.

“Precisava de informações porque não queria ter as experiências negativas que tive no primeiro parto. Por isso decidi criar uma página, onde mulheres possam me mandar relatos e eu, como principal interessada, vou poder ler e ter acesso às informações”, conta.

Foi através da página que a empresária teve acesso aos profissionais que estavam atuando na área e os hospitais que as mães tiveram as melhores experiências. Ela destaca que o objetivo principal era se informar e informar outras mulheres que tinham anseio e dúvida sobre o assunto.

Os depoimentos são recebidos através do Whatsapp pessoal e também através da página no Instagram @relatosdepartosmaceio. Além de histórias, o perfil também conta com reportagens de profissionais que compartilham informações importantes sobre partos nas redes sociais.

A dona da página destaca que só posta relatos que a intenção era ter o parto normal. Thamiris explica que não posta relatos de cesarianas eletivas, apenas aquelas onde o objetivo era que o parto fosse normal, mas o desfecho foi diferente.

“Algumas mulheres já entraram em contato comigo e eu expliquei que infelizmente esse não é o objetivo da página. Uma delas ficou chateada, me excluiu e me bloqueou. Pode até ter o desfecho da cesariana, mas a mulher tem que ter tido a intenção de ser parto normal”, explica.

Questionada sobre as dificuldades de manter a página, ela revela uma situação onde foi criticada por postar uma história de violência obstétrica. Por isso, quando o relato é negativo, a empresária evita expor o nome do profissional.

Ela realça ainda que não tem vínculo e nem parceria com nenhum profissional, o objetivo da página é ser neutra. “Muita gente entra em contato pedindo indicação, então fiz alguns tópicos onde as mulheres entram em contato comigo indicando o profissional que atendeu”, conclui.

Rebecca Moura

Rebecca Moura

Estudante de jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas. Colaboradora do portal Eufêmea.