Há dois anos, assistente social se tornava a primeira alagoana a ser vacinada contra a covid-19

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Foto: Márcio Ferreira/Agência Alagoas

Há dois anos, a assistente social Marta Antônia de Lima de 51 anos, recebia a primeira dose da vacina contra a covid-19. Ela foi a primeira pessoa a ser vacinada em Alagoas.

Marta é uma mulher negra, alagoana e defensora do SUS. À época, coordenava a supervisão assistencial do Hospital da Mulher, que se tornou referência no atendimento a pessoas com confirmação ou suspeita de Covid-19.

Em 2021, a cerimônia aconteceu no Hospital Metropolitano, na Cidade Universitária, em Maceió. O ato foi acompanhado pelo ex-governador Renan Filho (MDB) e o ex-secretário da Saúde, Alexandre Ayres.

Além de Marta, outras pessoas também foram vacinadas:

Xucuru-kariri Waciran Ferreira Costa; o maqueiro do Hospital Geral do Estado (HGE), Aloísio Manoel dos Santos Filho; a médica do Hospital de Urgência do Agreste (HUA), Guacyra Margarita Batista; Gustavo de Mendonça Martins, fisioterapeuta do Hospital Regional do Norte; Rita de Cássia dos Santos Silva, enfermeira no Hospital Metropolitano; e o médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Reginaldo Melo Filho.

História de Marta no SUS – Graduada em Serviço Social pela Universidade Federal de Alagoas (1992-1996), durante a formação acadêmica, A assistente social Marta Antônia de Lima estagiou na Secretaria Municipal de Saúde de Maceió, onde, segundo ela, foi o primeiro contato com a política pública de saúde, e isso fez toda a diferença na sua vida. Em 1998, iniciou sua trajetória profissional, com a aprovação no concurso público como assistente social na SMS.  Em 2003, ingressou como servidora pública na Maternidade Escola Santa Mônica (MESM) e, atualmente, é supervisora assistencial do Hospital da Mulher.