Psicóloga alagoana denuncia falso paciente após ligação: “ele disse que sofria de masturbação excessiva”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Foto: Shutterstock

A psicóloga alagoana Maria Eduarda Veloso usou as redes sociais, nesta segunda-feira (23), para denunciar uma situação que vivenciou após ter recebido uma chamada por telefone de um homem que se identificou como Rodrigo e que queria agendar uma sessão. O suposto paciente alegou que teria problemas de “masturbação excessiva”.

Inicialmente, a psicóloga estranhou a ligação e decidiu perguntar qual seria a queixa principal dele. Prontamente o homem respondeu que possuía problemas de “masturbação excessiva”. Em seguida, “Rodrigo” perguntou se ela conseguia identificar o número dele. Ao responder que sim, o homem disse que iria procurar outra profissional.

A psicóloga reportou a situação para as autoridades competentes e alertou para que outras profissionais tenham cuidado. “Infelizmente, estamos sujeitas a situações como essa a todo momento e, por isso, todo cuidado é pouco”.

Eduarda relatou ainda que recebeu a chamada às 11h50 e, sete minutos depois, “Rodrigo” ligou para uma amiga dela, também psicóloga.

“Saibam que é possível fazer o rastreamento do número através da rápida denúncia, portanto, se cuidem e denunciem”, afirmou.

A psicóloga fez um apelo para que o Ministério Público do Estado (MPE), a Delegacia da Mulher e o Conselho Regional de Psicologia de Alagoas (CRP/AL) tomem alguma providência.

A psicóloga disse que sente muito que isso tenha acontecido com outras mulheres também e pediu que todas se unam.