Colabore com o Eufemea
Violência contra a mulher

Violência contra a mulher: Polícia registra sete casos neste domingo em Alagoas

Em menos de um mês, Alagoas registra novamente um número expressivo de ocorrências de violência contra a mulher. A capital, Maceió, continua liderando os registros, no entanto, a reincidência também é observada nas cidades de Rio Largo e Arapiraca. A última vez que algo semelhante ocorreu foi em 26 de novembro.

Na capital

No bairro Jacintinho, um homem foi preso após agredir a companheira, tocar fogo nas roupas dela e quebrar a televisão de casa. Após isso, ele foi levado para a Central de Flagrantes. Ainda no mesmo bairro, uma mulher de 41 anos foi agredida pelo ex-companheiro, de 36, e ficou com escoriações. Os dois foram conduzidos à Central de Flagrantes e o suspeito foi autuado por lesão corporal e ameaça.

Segundo o relatório da Polícia, uma jovem acionou a polícia no bairro do Barro Duro após sua mãe ter sido agredida pelo esposo. Ao chegar no local, a polícia encontrou a mulher com um dos olhos roxos e bastante machucada. O suspeito resistiu à prisão, mas foi algemado e conduzido para a Central de Flagrantes. Lá, ele foi autuado por lesão corporal dolosa, e a vítima recebeu atendimento médico na UPA do Jacintinho.

Ocorrências envolvendo o descumprimento de medidas protetivas foram registradas no Prado e em Chã da Jaqueira, ambas incluindo ex-companheiros das vítimas.

Na Chã da Jaqueira, uma mulher de 25 anos ligou para a Central de Flagrantes relatando que o ex-companheiro apareceu de forma repentina na festa de sua sobrinha, causando tumulto e baderna, chegando ao ponto de jogar pedras nas pessoas. Assim que os policiais chegaram, o suspeito já estava em cima de uma moto, tentando fugir. De acordo com os militares, ele estava nervoso e precisou ser algemado para ser conduzido à Central de Flagrantes, onde foi autuado por ameaça.

Já no Prado, uma mulher denunciou que estava sendo ameaçada pelo ex, o qual afirmava que iria “passar por cima dela com um carro”, se ela recusasse a se relacionar com ele. O homem fugiu do local, mas por causa da tornozeleira eletrônica, foi localizado e preso.

No interior

Em Rio Largo, uma mulher de 30 anos foi agredida pelo esposo. O homem, também com 30 anos, cometeu o ato na região da Mata do Rolo. Felizmente, ele foi preso.

Por fim, em Arapiraca, a Patrulha Maria da Penha foi acionada para mais um caso de descumprimento de medida protetiva, no bairro Canafístula. O suspeito, inclusive, tinha um mandado de prisão em aberto. Ele foi detido e encaminhado ao Juizado Especial Criminal e da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

Não pense duas vezes, denuncie!

O Disque Denúncia Alagoas é um canal importante para efetuar a sua denúncia de maneira prática e sigilosa. O anonimato é garantido, e o serviço funciona 24 horas por dia. Não é necessário se identificar, e nenhuma informação do seu dispositivo será registrada.

Ao perceber qualquer sinal de ameaça, disque 181!

Cecília Calado

Cecília Calado

Pernambucana vivendo em terras alagoanas, Cecília Calado é estudante de Jornalismo com experiência em mídias sociais e produção de rádio e TV. Considera o Jornalismo uma ferramenta de transformação social.