Colabore com o Eufemea

“Agressivo e violento”: Secretária de Cultura de Penedo pede medida protetiva após ameaça

Nesta terça-feira (12), a Secretária de Cultura, Lazer e Juventude de Penedo, Teresa Machado, utilizou suas redes sociais para denunciar publicamente que foi alvo de ofensas e ameaças. A denúncia ocorreu após a secretária receber um comentário de um homem no Instagram. Após o fato, a secretária formalizou a denúncia e pediu uma medida protetiva.

Veja o comentário:

Em uma entrevista ao Eufêmea, Teresa Machado disse que, ao ler o comentário, sentiu-se ameaçada pelo termo utilizado por ele e pelo fato de o homem já ser conhecido em Penedo pelo histórico de agressões físicas e verbais. “Inicialmente, levei um susto”, relata a secretária.

Teresa ressaltou a crescente presença de ataques machistas em seu cotidiano, especialmente em meio ao período político que o município enfrenta. “Já sabemos que vamos passar por este período de muitas críticas, onde o pessoal da oposição vai fazer comentários e críticas conosco. Mas recentemente tenho sentido muito esse tom machista nos comentários”, afirmou Teresa.

“Ataque misógino e machista”

Machado afirmou que completou um ano à frente da pasta da cultura em março e destacou que, ao longo desse período, tem enfrentado abordagens ‘bruscas’, principalmente de homens, sem nenhum episódio semelhante envolvendo mulheres.

“Eu acredito que o ataque foi totalmente misógino e machista, por eu ser uma mulher e estar ocupando esse cargo. Não é a primeira vez que sou abordada de maneira brusca por homens; não tive nenhum tipo de abordagem vinda de mulheres nesse tom agressivo. Sempre pensei: tenho certeza de que se fosse um homem aqui do outro lado da mesa, se fosse um secretário, este cidadão não estaria falando assim comigo”, desabafa.

As primeiras medidas tomadas por Teresa foram a formalização da denúncia de difamação e ameaça, com o registro de ocorrência na delegacia de Penedo. A secretária informou também que abrirá um processo penal, criminal ou civil, e que a prefeitura se comprometeu a fornecer apoio jurídico para levar o caso até o fim.

Medida protetiva

Ao solicitar uma medida protetiva, Teresa explicou que a pessoa responsável pelo ataque costuma proferir ofensas a várias pessoas em frente à sua casa.

“Foi solicitada uma medida protetiva, pois é uma pessoa que eu passo na frente da casa dele todos os dias. É alguém conhecido aqui em Penedo que costuma ficar sentado na porta da casa dele proferindo ofensas a várias pessoas, dizendo absurdos. Eu pedi uma medida protetiva porque não tenho como evitar passar na porta da casa dele, já que é caminho do meu trabalho para minha casa”, informa.

Teresa deixou uma mensagem para todas as mulheres que passam por situações semelhantes. Ela pede que as mulheres denunciem. “Não podemos permitir que as pessoas nos ofendam ou nos agridam livremente. Existem os meios e as ferramentas que nos protegem, temos nossos direitos. Que nos unamos e não consideremos normalidade nessas palavras e em atitudes, sejam elas físicas ou psicológicas, que causam feridas”, conclui.

Rebecca Moura

Rebecca Moura

Estudante de jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas. Colaboradora do portal Eufêmea.