Promotora de Justiça em Alagoas lança livro sobre violência doméstica em tempo de pandemia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Isolada dentro de casa e, na maioria das vezes, tendo que conviver com o agressor. A pandemia do novo coronavírus trouxe um aumento de casos de violência doméstica em todo país. Para ajudar a vítima a romper com o ciclo de violência e vendo o crescimento de casos, a Promotora de Justiça de Alagoas, Stela Valéria Soares de Farias Cavalcanti, de 48 anos, lançou o livro: “Violência doméstica em tempo de pandemia – Repercussão do Isolamento Social nas Relações Familiares à Luz da Lei Maria da Penha”.

Stela Valéria Soares é mestre em Direito Público pela Universidade Federal em Alagoas, Especialista em Direito Constitucional e contou ao Eufemea um pouco sobre o livro.

Segundo a promotora, ela decidiu lançar um livro acerca da violência doméstica durante a pandemia, diante da constatação do aumento dos casos desse tipo de delito durante o isolamento social, e pela maior vulnerabilidade das vítimas aos agressores.

“Também para estimular estudantes e profissionais das mais diversas áreas do conhecimento científico para que eles se debrucem sobre o tema e entendam o fenômeno da violência contra as mulheres”, disse.

Livro é dividido em 3 partes

Stela explicou que o livro é dividido em três partes. Na primeira, a autora apresenta o tema, fala sobre o fenômeno da violência contra a mulher, demonstrando o perfil da vítima e do agressor com base em pesquisas e dados estatísticos.

“A violência doméstica é apresentada como uma grave ofensa aos direitos humanos das mulheres, elencando os Tratados e Convenções Internacionais ratificados pelo Brasil”, justificou.

Na segunda parte, são abordados os antecedentes históricos da Lei Maria da Penha e a Lei é dessecada, artigo por artigo.

Na terceira e última parte, é tratada a violência doméstica em tempo de pandemia da covid-19. “É apresentado um repertório atualizado de jurisprudências”.

Segundo Stela, o livro serve de orientação para profissionais de todas as áreas para que eles prestem um atendimento mais humanizado e completo às mulheres em situação de violência doméstica, por ser multidisciplinar e de fácil manuseio.

“Todas as pessoas deveriam ler este livro para se instruírem e também para poderem orientar vítimas que precisam de ajuda para romper o ciclo de violência”, explicou.

A promotora também reforçou a importância da denúncia. “É o primeiro passo para uma vida livre da violência. Procurem ajuda. Não sofram caladas. Existe uma rede articulada de proteção para ajudá-las”.

Ela lembra que existem mecanismos de denúncia online do Governo Federal, o Disque 180 e cada estado possui profissionais capacitados para prestar o atendimento às vítimas.

O livro pode ser adquirido no site da editora Juruá: https://www.jurua.com.br/