Jovens alagoanas são as que menos fazem uso de algum método para evitar a gravidez

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Foto: Reprodução/Internet

As jovens alagoanas são as que menos fazem uso de algum método contraceptivo para evitar a gravidez. A informação é da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2019 – Ciclos de Vida, divulgada nesta quinta-feira (26), pelo IBGE.

Segundo o estudo, 66% das mulheres alagoanas entre 15 e 24 anos faziam uso de algum método contraceptivo nos últimos 12 meses anteriores à entrevista.

A proporção foi a mais baixa do país. Paraíba (68,1%) e Pará (72,3%) aparecem logo acima.

Ainda conforme a pesquisa, quanto maior a idade, mais alta é a proporção de uso de métodos contraceptivos. Entre as alagoanas de 25 a 34 anos a taxa foi de 72,2%, subindo para 78,4% entre as mulheres de 35 anos ou mais.

Quanto ao método contraceptivo, a ligadura das trompas ou a vasectomia do parceiro (36,3%) representavam o tipo mais utilizado. 

A pílula anticoncepcional, por sua vez, apresentou taxa de 29,2%, enquanto a camisinha masculina (18,9%) e as injeções contraceptivas (13,5%) surgiram logo atrás.

*com Assessoria IBGE