Quais são as cinco linguagens do amor? Saiba como as expressões de afeto impactam na sua vida

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Você já parou para pensar sobre o modo que você ama sua profissão é diferente do modo como ama seus familiares, companheiro ou companheira e até mesmo seus filhos? Esse é o tema do best-seller “As Cinco Linguagens do Amor”, escrito pelo pastor e filósofo estadunidense Gary Chapman.

Podemos dizer que os relacionamentos positivos estão diretamente relacionados a nossa capacidade de amar e ser amado. Desse modo, as relações familiares e afetivas precisam de uma base forte de amor para fazer bem aos envolvidos. 

As Cinco Linguagens do Amor

Segundo o autor, as cinco linguagens do amor são:

  1. Palavras de afirmação;
  2. Atos de serviço;
  3. Tempo de qualidade;
  4. Toque físico;
  5. Receber presentes.

Ainda que uma pessoa possa ter todos esses elementos dentro de si, existe sempre um ou outro que se destaca em relação aos outros. Para que você entenda melhor, vamos te explicar cada um dos cinco modelos de amor, de modo que você possa entender qual deles tem mais ou menos a ver com você.

Palavras de afirmação: O objetivo dessa ação é que o ouvinte se sinta mais confiante, valorizado, importante, inteligente e amado. Isso é positivo tanto para quem ouve tanto quanto para quem fala, uma vez que esse ato é uma forma de demonstrar sentimentos e crenças positivas e verbalizar seu amor pela pessoa.

Esta talvez seja a maneira mais clara de expressar um sentimento: palavras ditas ou escritas. 

Atos de serviço: As pessoas que possuem como linguagem os atos de serviço são aquelas que fazem questão de oferecer seus préstimos ao outro como forma de demonstrar seu amor. Possuem uma verdadeira necessidade de ajudar, de colocar a mão na massa e doar seu trabalho. Assim, além das palavras, suas  ações diárias também demonstram amor. Lavar a louça, dar uma carona,  e por aí vai. A ajuda diária na vida familiar é uma expressão claríssima de seus sentimentos pelo(a) parceiro(a). Isso demonstra o quanto você o(a) valoriza!

Tempo de qualidade: Construir momentos preciosos com as pessoas faz parte da ideia de ter “tempo de qualidade”. Entender e valorizar os momentos ao lado das pessoas que amamos é estar completamente conectado com elas. Esse tempo de qualidade vai além da presença física, uma vez que diz respeito a estar de corpo e alma com o outro. No fim das contas, ele pode trazer lembranças agradáveis que trazem conforto nos momentos em que a distância física for um problema.

Atualmente, na correria do dia a dia e com tantas distrações, como a televisão e as mídias sociais, você consegue dedicar um tempo para estar com as pessoas que você ama? Um passeio, um jantar, uma conversa, ajudar a estudar… São coisas simples, mas que demonstram amor, sobretudo agora, em que tempo é um recurso tão escasso. Um simples telefonema ou mensagem já ajuda.

Toque físico: O contato pele com pele é uma poderosa forma de demonstrar sentimentos positivos e materializar o amor. Pessoas que gostam de abraçar e de tocar o outro para expressar o que sentem são exemplos dessa linguagem do amor.

Por exemplo, quando, pela primeira vez, a mãe e o recém-nascido se encontram, o amor transborda e marca para sempre suas vidas e histórias por meio daquele primeiro toque. 

Mas cuidado: o toque físico é uma demonstração mais intensa e prática de amor e, por isso, sempre precisa ser algo consensual, ou seja, deve haver liberdade e consentimento entre as duas partes, ok? Caso contrário, é um ato invasivo e desrespeitoso.

Presentes: Os presentes, dentro do contexto das cinco linguagens do amor, representam uma forma que a pessoa encontra para materializar seus sentimentos pelo outro e demonstrar sua afeição e carinho. Para alguns, não é preciso ter um valor financeiro alto para serem importantes, pois, às vezes, uma flor tirada no jardim da rua pode ser o presente perfeito para expressar um sentimento.

Uma flor com um sentimento verdadeiro é uma demonstração muito mais valiosa de amor do que um colar caro, sem a mesma verdade. 

Agora que você já sabe mais sobre as cinco linguagens do amor, já consegue identificar em qual delas você mais se encaixa? Ou já consegue identificar qual é o tipo que as pessoas mais próximas a você valoriza?