Vítimas de violência doméstica ganham espaço dentro da Central de Flagrantes para atendimento mais humanizado em Maceió

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Foto: Assessoria

Um espaço de acolhimento e de proteção funcionando 24 horas. A mulher vítima de violência doméstica ou familiar ganhará, a partir desta quarta-feira (29). O Núcleo Integrado de Atendimento à Mulher (NUIAM) será inaugurado na Central de Flagrantes, em Maceió.

O projeto que nasceu da articulação entre a Polícia Civil de Alagoas e Secretaria de Estado da Mulher e Direitos Humanos (Semudh), por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), vai assegurar mais um mecanismo voltado para a população feminina, com atendimento por meio de uma equipe de prontidão para acolher quem mais precisa.

Para a secretária Maria Silva, o espaço representa um avanço único dentro das políticas para a mulher em Alagoas. “A mulher vítima de violência, que busca a nossa ajuda, precisa saber que será acolhida de forma humanizada, que terá seus direitos e sua dignidade respeitados e que quem a recepcionar buscará todas as formas de assegurar sua integridade física e moral”.

O que é o NUIAM?

O Núcleo Integrado de Atendimento à Mulher – NUIAM é um espaço dentro das delegacias da Polícia Civil, vinculado à Secretaria da Mulher, com o intuito de integralizar o atendimento das mulheres em situação de violência, por meio do registro da ocorrência policial e do direcionamento para suporte psicossocial e jurídico.

Entre os seus objetivos, estão: a quebra do ciclo de violência, a inserção da mulher na rede de proteção local e a humanização e sensibilização de cada atendimento específico, ampliando assim a segurança e a garantia dos seus direitos e, ao mesmo tempo, dinamizando e acelerando o socorro das vítimas.

Para o delegado-geral da Polícia Civil, Carlos Reis, “esta é mais uma medida que a Polícia Civil de Alagoas adota visando uma melhoria no atendimento às mulheres que, infelizmente, ainda são vítimas de violência”.

O delegado-geral reafirmou a ideia, após a conclusão do concurso público para os cargos de delegado, agente e escrivão de polícia, de colocar Delegacias de Defesa da Mulher funcionando também durante 24 horas.

Carlos Reis disse ainda que o secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar de Mendonça, também tem orientado para que haja um tratamento diferenciado nas questões relacionadas à violência contra a mulher em Alagoas.

Sala Lilás

Localizada no bairro Farol, o NUIAM da Central de Flagrantes contará com uma Sala Lilás para recepção e orientação das mulheres que procurarem ajuda para realizar as denúncias de violência, bem como redirecionamento para órgãos vinculados que realizam trabalhos de acompanhamento jurídico, assistência social e psicológico.

*com Agência Alagoas