Após abandonar carreira em Recife, pernambucana recebe destaque internacional por mudar vida de mulheres imigrantes nos EUA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

 Foto: @dsphotostudioofficial

Com o objetivo de mudar completamente sua vida, a pernambucana Lilian Mageski deixou a cidade de Recife (PE), em 2007, e foi até os Estados Unidos para buscar seu sonho. Mas o que não estava dentro de seus planos é que essa mudança seria um ponto de virada para diversas mulheres imigrantes que vivem nos EUA.

Ao saber das inúmeras dificuldades dessas mulheres, a fonoaudióloga de formação, fechou as portas do seu consultório no Brasil e dedicou seu tempo para abrir portas de sucesso no exterior. Nunca, porém, deixou de trabalhar com a voz, dando um novo sentido a muitas vidas que encontraram no tom de suas palavras um eco de esperança, dignidade de encorajamento.

Por causa disso, Lilian ficou conhecida como a Rainha do Networking e atualmente é presidente da Associação de Mulheres Empreendedoras (AME), nos Estados Unidos. 

“Com o título de representante da mulher imigrante brasileira nos EUA e ativista da causa comunitária, hoje sou porta-voz das mulheres e dedico minha vida a ajudá-las a se estabelecer como profissionais de sucesso e prosperar em seus negócios dentro da legalidade nos Estados Unidos”, explica.

Além do trabalho realizado em onze estados americanos a frente da AME, Lilian tem chamado atenção da comunidade e da mídia internacional, sendo de cada vez mais interesse de autoridades e celebridades que acreditam e investem nas causa feminina.

Nos últimos anos, foi a personalidade que mais realizou eventos sociais e de empreendedorismo nos EUA, já tendo fechado parcerias com o Governo Americano, Brasileiro. Sebrae, SBA (Small Business Administration), Consulados Brasileiros nos EUA, Consulado Americano, dentre outros.

*com Folha PE