Do interior da Bahia para as passarelas do SPFW: Mãe e filho apresentam coleção na noite de encerramento

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Foto: Marcelo Soubhia/Divulgação

Com origem em Maragogipinho, no interior da Bahia, a Ateliê Mão de Mãe (AMM) desfilou sua proposta de verão na noite de encerramento da São Paulo Fashion Week (SPFW), no sábado (4). A valorização do trabalho manual é o DNA da grife criada por Vinicius Santana, sua mãe, Luciene Brito, e, seu namorado e sócio, Patrick Fortuna.

Das mãos das oleiras de um dos maiores polos cerâmicos da América Latina, veio a inspiração para a coleção homônima da marca soteropolitana.

Exibindo modelos feitos exclusivamente de crochê, o AMM já havia marcado presença na passarela mais importante do país com vestidos, camisas, calças e biquínis em tons de azul, creme e marrom quando estreou duas temporadas atrás por meio do Projeto Sankofa.

Desta vez, o trio responsável pela marca trouxe o requinte das cerâmicas baianas: representando as texturas e cores das setes fases de trabalho com o barro, desde a modelagem, passando pela queima até a pintura, desfilaram vestidos com mangas voluminosas, tubinhos arrematados com barras em detalhe de franjas, búzios e miçangas e conjuntos nas cores marrom, lilás, vermelho e rosa.

Os modelos, todos negros —com destaque para a participação do ator Ícaro Silva—, também desfilaram sandálias e botas da marca Givanetti, que une solados de couro italiano com um design autoral baiano.

*com Revista Claudia