Prefeitura lança call center de arboviroses para atender maceioenses e coordenadora destaca objetivo: “criar ações eficazes de combate ao vetor”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Foto: Reprodução

A Saúde de Maceió agora conta com o Call Center de Arboviroses, que passa a funcionar a partir desta quarta-feira (22). O canal foi criado para que maceioenses acometidos por doenças transmitidas pelo mosquito  Aedes aegypti – dengue, chikungunya e zika –  possam tirar dúvidas e receber o devido direcionamento de acordo com o estágio e características da enfermidade adquirida. A assistência será realizada por médicos e enfermeiros do município por meio do número 156 – opção 5 – e funcionará de segunda a sexta, das 9h às 17h.

A coordenadora da Atenção Especializada da Saúde, Sandra Torres, ressaltou que o serviço beneficiará duplamente a população porque, além de ofertar atendimento aos maceioenses acometidos pelas enfermidades, também funcionará como banco de dados para aperfeiçoar as ações de combate à proliferação do vetor.

“A medida em que formos prestando assistência aos maceioenses, também estaremos catalogando os dados do atendimento, que servirão como base para que possamos entender melhor o cenário de nossa cidade e, dessa forma, criar ações ainda mais eficazes de combate ao vetor”, explicou.

Durante o atendimento, o usuário responderá uma série de perguntas para que os profissionais identifiquem o atual estágio da doença e possam encaminhá-la para os serviços disponíveis no município.

Torres explica que, para cada estágio, há um encaminhamento diferente e, por este motivo, a criação do Call Center tornou-se imperativa. “Com esse serviço, analisaremos de forma individual cada caso e, só depois disso, daremos orientações e informaremos para onde o usuário deverá se direcionar. Isso permitirá que os pacientes tomem as providências de acordo com sua própria necessidade e se recuperem mais rápido da doença”, disse.

Aedes aegypti em Maceió

O Boletim Epidemiológico Arboviroses: Dengue, Chikungunya e Zika – Semana Epidemiológica 01 a 22/2022, da Secretaria de Saúde de Maceió, indicou aumento considerável do número de notificações das três doenças em relação ao mesmo período de 2021. De acordo com o documento, a cidade apresentou um crescimento de 622,91% nas notificações de casos de dengue, 1726,92% de Chikungunya e 92,30% de Zika vírus.