“Oportunizar o crescimento pessoal”, diz secretária sobre projeto Economia Solidária de Maceió; saiba como participar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Foto: Célio Junior/Secom Maceió

Como forma de fomentar a economia e gerar renda para a população, a Prefeitura de Maceió, através da Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes), realiza o cadastro de pessoas que queiram participar de grupos colaborativos de economia solidária. A iniciativa compreende inscrição de segmentos produtivos para diversas áreas de atuação, a exemplo de agricultura familiar, gastronomia, corte e costura, recicláveis, artesanato, entre outros.

Atualmente, são 20 grupos inscritos na Semtabes no segmento de artesanato e trabalhos manuais, compreendendo cerca de 120 pessoas impactadas com a política. A economia solidária é um conceito de relação colaborativa, desde a produção até a comercialização.

“Estamos buscando trazer novos grupos e ampliar os segmentos produtivos na Economia Solidária em Maceió. É uma oportunidade de gerar renda e fomentar a economia da capital e, principalmente, oportunizar o crescimento pessoal de quem deseja participar desse projeto”, explica a secretária adjunta da Semtabes, Ríssia Rodrigues.

Secretária adjunta da Semtabes, Ríssia Rodrigues, faz chamado para cadastro de novos segmentos produtivos na Economia Solidária (Foto: João Ferro/Ascom Semtabes)
Secretária adjunta da Semtabes, Ríssia Rodrigues, faz chamado para cadastro de novos segmentos produtivos na Economia Solidária (Foto: João Ferro/Ascom Semtabes)

Além de realizar o cadastro de empreendimentos solidários, a Prefeitura de Maceió possui dois pontos fixos com produtos dos grupos localizados nos Shoppings Pátio (Benedito Bentes) e Maceió (na Mangabeiras), realiza feiras itinerantes organizadas e outras políticas que auxiliem no escoamento da produção dos grupos de economia solidária.

As pessoas que se interessam em se cadastrar devem se deslocar até a sede da Semtabes, localizada na Rua do Imperador, 141, no Centro, portando documentos pessoais – para artesãos, é preciso apresentar a carteira profissional. Não há custo para cadastro e ele pode ser realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h na Diretoria de Economia Solidária.

*com Ascom Semtabes