Sete casos de violência doméstica são registrados pela polícia nas últimas 24h, em Maceió

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Em 24 horas, sete casos de agressões contra mulheres foram registrados pela Polícia Militar (PM), em Maceió, e no município de Rio Largo.

De acordo com o relatório de ocorrências do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), o primeiro registro foi no domingo (3), no bairro do Benedito Bentes. A vítima informou para os policiais que sofreu agressões do esposo dentro da própria residência. Quando abordado, homem alegou que o casal havia discutido depois de ingerir bebida alcoolica com amigos na noite anterior. Ele contou ainda que foi para uma festa em Chã da Jaqueira, e quando retornou, os dois se agrediram.

Já em Mata do Rolo, em Rio Largo, um homem foi detido em flagrante após ter sido denunciado pela companheira por ser agressivo com ela. No Benedito Bentes, parte alta de Maceió, uma vítima com lesões na face, como arranhões e hematomas, afirmou que o autor do crime era o ex dela, com quem terminou relacionamento amoroso há um ano. De acordo com a mulher, ele teria a atacado com puxões de cabelo, tapas e socos no rosto. 

No bairro do Tabuleiro do Martins, um jovem atacou a companheira com empurrões e puxões de cabelo, e usou um facão para ameaçar as pessoas que tentaram intervir nas agressões. A vítima informa que conseguiu correr e procurar abrigo na casa da vizinha.

Os militares atenderam outra ocorrência onde a vítima estava com sangramento no nariz e no ouvido, além de um hematoma próximo do olho. O caso aconteceu na Cidade Universitária, onde o agressor foi encontrado embriagado após ser denunciado pelos vizinhos.

Em Chã da Jaqueira, a mulher teve hematomas na testa e inchaço no punho esquerdo, depois de ter discutido com o companheiro. A vítima usou uma faca para se defender e golpeou o homem, que foi encontrado pelos militares com um dreno na barriga e com a marca de perfuração da arma branca. 

No último chamado de violência doméstica, a mulher confirmou que havia sido agredida pelo companheiro e quis comparecer na delegacia para registrar o Boletim de Ocorrência (BO), sendo acompanhada pelos PMs.
Os suspeitos da prática de violência contra as mulheres foram autuados por lesão corporal dolosa e ficaram à disposição do Poder Judiciário depois da prestação da devida queixa pelas vítimas.