Aluna do Ifal conquista 1º lugar na Olimpíada Brasileira de Biotecnologia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

A aluna do terceiro ano do curso Integrado de Eletroeletrônica do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) Campus Arapiraca, Lívia Caroline Barbosa Almeida conquistou o primeiro lugar na Olimpíada Brasileira de Biotecnologia (OBBiotec). A competição tem a intenção de produzir espírito investigativo, criativo e científico nos estudantes da educação básica.

De acordo com as informações, Lívia é monitora de Biologia e Química e participa de competições científicas e acadêmicas desde o ensino fundamental.

“Biologia é uma área que me interessa muito. Já havia participado de outras olimpíadas na área (como a OBB), então sempre que surgia algum evento desse tipo, eu fazia questão de participar. Há alguns meses, a professora divulgou essa olimpíada e eu prontamente fui me inscrever. A minha preparação foi feita simultaneamente aos meus estudos com o Enem, então grande parte dos conteúdos eu já havia visto há algum tempo. Logo, só precisei revisar”, descreveu Lívia.

A OBBiotec é organizada pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), em colaboração com outras universidades e instituições de pesquisa. Conta com financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).  Sua primeira edição aconteceu entre os dias 05 de outubro e 05 de novembro.

“O evento visa melhorar a educação básica nacional, estimulando o aprendizado da biotecnologia”, explicou o professor de Química do Campus Arapiraca, Marcos Rocha. Ele e a professora de Biologia Maria José foram os Colaboradores do Ifal Arapiraca na Olimpíada.

Para o docente, eventos como esses ajudam a sensibilizar os alunos para a importância da biotecnologia para o mundo atual.

“A biotecnologia é o uso de uma tecnologia para fabricar ou modificar produtos ou processos, caracteriza-se pela integração de conhecimentos das áreas de química, biologia e engenharia. Seus resultados são aplicáveis e utilizados por diversos setores, como saúde, agroindústria e meio ambiente, como no desenvolvimento de biocombustíveis, no desenvolvimento e melhoria de alimentos, medicamentos e vacinas, na utilização sustentável da biodiversidade e na recuperação e tratamento de resíduos.”

OBBiotec

Além dos estudantes do ensino médio e técnico, participam da OBBiotec estudantes do oitavo e nono ano do Ensino Fundamental II. O evento é destinado a todas as instituições de ensino do país, sejam públicas ou privadas.

Nele, os participantes respondem a questões Biotecnologia e desenvolvimento humano; Código genético; Biotecnologia molecular; Bioinformática; Alimentos transgênicos, entre outros.

Sempre ativa durante os anos em que frequenta o Ifal, Lívia fala da mudança que estudar no Instituto Federal promoveu em sua vida.

“O Ifal é a melhor instituição de ensino público de Alagoas e é uma honra estudar aqui. Ter acesso a professores renomados é uma oportunidade única que me fez crescer em inúmeros sentidos. Ademais, ser monitora de biologia e química me propiciou experiências maravilhosas, pois aprender em práticas diversos conteúdos é muito gratificante e enriquecedor”, disse a estudante.

Além dela, outros alunos do Ifal Arapiraca também obtiveram destaque na competição.

Honra ao Mérito:

Lariane Monteiro Silva

Alberth da Silva Lima

Ernany Santos De Oliveira

Beatriz Corrêa de Araújo Mendes

Medalha Futuro Cientista:

Karin Vitória da Costa Oliveira

Flávia Laura da Silva

João Paulo Barbosa Nunes

Lídia Nathanaelly Garcia de O. Barros

*Com Ascom