Violência sexual: Governo de Alagoas visa ampliar rede protetiva para acolher famílias e vítimas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

O Governo de Alagoas pretende ampliar a rede protetiva de acolhimento e combate às diversas formas de abuso e violência infanto-juvenil. Para isso, a Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) fará um mapeamento das regiões em condição de vulnerabilidade social para instalar novos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas).

A secretaria Kátia Born ressalta a importância da atuação do Creas na garantia dos direitos do cidadão. “Nos Centros são acolhidas famílias e indivíduos que vivenciam a violação de seus direitos por negligência, violência física, psicológica, abuso e exploração sexual, entre outros. Lá, eles têm acesso ao serviço da Paefi (Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos), que visa à promoção de direitos, preservação de vínculos familiares, comunitários e sociais, e ao fortalecimento da função protetiva das famílias. Juntamente com o governador Paulo Dantas vamos mapear todas as regiões e expandir a quantidade de Creas pelo Estado”, disse.

Ainda de acordo com a secretária, é necessário conscientizar a sociedade e dar visibilidade a questões que envolvem a vulnerabilidade sexual. “Crianças e adolescentes do nosso Estado são negligenciadas e abandonadas diariamente, sendo afetadas, diretamente, no seu crescimento saudável. Na gestão do governador Paulo Dantas o desenvolvimento do Estado não irá depender apenas do setor econômico, mas, também, da área social e de direitos humanos”, finalizou.

*Com Assessoria