Colabore com o Eufemea

Mulheres são a maioria no eleitorado alagoano, aponta TRE: “aumentar a participação política”

O Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) ressalta que a Justiça Eleitoral em Alagoas não medirá esforços para aumentar o número de candidaturas femininas em todo o Estado.

“Aumentar a participação das mulheres na política, incentivando candidaturas e engajando-as a contribuir com a consolidação da democracia, é uma das minhas metas à frente do TRE/AL. A maioria do eleitorado local (53%) é composto por eleitoras, mas apenas 34% do número de candidatos na última eleição era de mulheres e, infelizmente, apenas 16% foram eleitas”, lamentou o desembargador Washington Luiz.

Ao mostrar os números de candidatas eleitas em todo o cenário político nacional, o presidente do Tribunal lamentou que dos 102 municípios alagoanos, apenas 22 (21%) são comandados por mulheres e das 1086 cadeiras de vereadores, apenas 173 (15%) são ocupadas por mulheres. Para as 27 vagas na Assembleia Legislativa, apenas 6 (22%) mulheres foram eleitas. Alagoas não possui representação feminina na bancada federal.

Para incentivar e ampliar as discussões acerca da participação feminina na política, o presidente do TRE anunciou o início, já nos próximos meses, do projeto TRE em Movimento: cidadania e democracia”, que levará palestras a estudantes de escolas públicas e privadas, além de acadêmicos de cidades estrategicamente localizadas no interior.

“O que pretendemos é descentralizar as nossas ações e, com as ações da Escola Judiciária Eleitoral (EJE) levar a estudantes de diversas idades o tema da participação feminina na política para que, desde ainda muito jovens, meninas possam se imaginar candidatas e analisarem as mudanças sociais que virão com a equidade na política brasileira”, concluiu o desembargador.

Evento “Mulher e Poder: uma reflexão necessária”

Na próxima quarta-feira (22), no auditório do Tribunal de Justiça (TJ), às 19h, a Justiça Eleitoral realiza o evento “Mulher e Poder: uma reflexão necessária”. Aberto ao público e em formato dinâmico, o evento reunirá a ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Maria Cláudia Bucchianeri, a ex-governadora do Piauí, Margarete Coelho, e Lázara Carvalho, advogada e defensora dos Direitos Humanos.

Aberto ao público, o evento é uma grande oportunidade para ouvir histórias e experiências de grandes mulheres, com vivências completamente diferentes mas focadas em debater o processo eleitoral com um olhar feminino e despertar o interesse e o engajamento individual e coletivo.

*Com Assessoria