Colabore com o Eufemea

Após 13 anos do crime, padrasto é condenado pela Justiça e preso por estuprar enteada em Maceió

Foto: Ascom PC

A Polícia Civil prendeu, nesta segunda-feira (3), um homem condenado pela Justiça por estuprar a própria enteada, uma menina de seis anos. A prisão aconteceu no Bairro do Benedito Bentes, em Maceió, 13 anos após o crime.

Segundo a investigação policial, os abusos ocorreram em 2010, na casa onde a menina morava com o padrasto e a mãe, e eram frequentes. O crime foi descoberto graças a denúncia da vítima, que levou ao julgamento e condenação do réu por estupro de vulnerável em 2021.

“As investigações só puderam iniciar graças ao relato da menina. Na época ela era ainda muito pequena, mas pelo que relatou, o abuso aconteceu em vários momentos. Ele passou muito tempo foragido, mas conseguimos encontrá-lo”, disse o delegado Daniel Mayer.

De acordo com Mayer, mesmo foragido, o padrasto levava uma vida pacata, trabalhava em uma loja de enxoval e morava com a mãe dele.

“Ele tem uma comportamento aparentemente tranquilo, pacato, com toda educação possível. Inclusive hoje, durante a prisão, ele parecia surpreso. Não é que estivesse surpreso com a prisão, mas ele não achava que fosse ser encontrado depois de tanto tempo”, disse o delegado.

O homem foi levado para a Central de Flagrantes e será encaminhado para o sistema prisional de Alagoas.