Colabore com o Eufemea

“Inovação e didática”: Agricultura entrega novo manequim para Curso de Inseminação Artificial

Foto: Ascom Seagri

A Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (Seagri) entregou, nesta quinta-feira (20), o novo kit de manequins para o Curso de Inseminação Artificial. O equipamento traz mais tecnologia para a capacitação realizada mensalmente no Parque de Exposições Mair Amaral, em Batalha.

A entrega ocorreu durante a realização de mais uma turma do curso. O objetivo é aprimorar a estrutura das aulas práticas dos alunos para o conhecimento da anatomia reprodutiva da fêmea bovina. O kit de manequins é usado para o treinamento de inseminação artificial bovino no método Shiva, contendo um modelo de vaca simuladora tipo vitrine, um modelo do sistema reprodutor da vaca e quatro simuladores com quatro diferentes modelos de cérvix, representando novilhas e vacas GIR, com duas diferentes passagens.

“Estamos trazendo inovação para a didática da capacitação dos alunos, facilitando a transmissão da técnica de inseminação artificial pelos instrutores do curso, que dá suporte na utilização de IA nas pequenas propriedades rurais, mas também ajuda na profissionalização da prática. Muitos profissionais que atuam em Alagoas foram formados no Curso de Inseminação Artificial realizado pela Seagri”, explica a secretária de Agricultura e Pecuária de Alagoas, Aline Rodrigues.

O Curso de Inseminação Artificial é realizado desde 1995. A iniciativa é uma capacitação sobre a técnica de IA, através de uma parceria entre a Seagri e a Prefeitura de Batalha, que possibilita a democratização da transferência de biotecnologias para a área rural.

De julho de 2016 até maio de 2024, a capacitação teve adesão de 870 alunos com 99,9% de aprovação, um número expressivamente importante para o desenvolvimento das técnicas de IA, treinando e aperfeiçoando os técnicos e produtores, garantindo mão de obra qualificada e competente para o desenvolvimento da pecuária.

Inseminação Artificial

A pecuária ligada à bovinocultura leiteira e de corte tem grande impacto econômico no estado. Segundo dados da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (ASBIA), no ano de 2023 Alagoas comprou 123.009 doses para inseminação do rebanho; do total, 18.778 foram para o rebanho com aptidão para leite e 104.231 doses para o rebanho com aptidão para carne. Os números representam um reflexo no investimento de melhoramento genético da bovinocultura do estado.

“Para que esses números continuem subindo é necessário que haja mão de obra treinada, qualificada e alinhada com as técnicas de inseminação artificial, que tem um papel importante no melhoramento genético dos rebanhos. O aprimoramento agrega valor, qualidade e padronização das raças, gerando maior retorno lucrativo e tecnificação das propriedades”, ressalta o Superintendente de Desenvolvimento Agropecuário da Seagri, Ademilson Neris.

*Com Assessoria