Colabore com o Eufemea

“Atendimento mais seguro e de qualidade”: Escola Técnica de Saúde capacita profissionais em biossegurança

Foto: Assessoria

“Esta capacitação em Biossegurança nos sensibilizou para identificarmos os tipos de riscos presentes no nosso ambiente de trabalho”, relata Katia Bittencourt, técnica de enfermagem do Ambulatório de Especialidades da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Ambesp/Uncisal) e uma das concluintes do Curso de Capacitação em Biossegurança no Ambiente de Trabalho, promovido pela Escola Técnica de Saúde Professora Valéria Hora (Etsal), unidade acadêmica da Uncisal. Katia é uma das 59 concluintes do curso que já formou quatro turmas.

O curso tem o objetivo de promover a reflexão e a melhoria das ações dos profissionais de saúde no contexto da biossegurança. Destinado a assistentes administrativos, artífices em geral, padioleiros e motoristas de serviços hospitalares e pré-hospitalares da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), a capacitação utiliza a metodologia da problematização. Essa abordagem envolve cinco etapas: observação da realidade, identificação dos pontos-chaves, teorização, hipóteses de solução e aplicação na realidade.

Everaldo Bezerra, técnico do Centro de Patologia e Medicina Laboratorial (CPML) da Uncisal, também compartilhou sua experiência: “O curso foi excelente, me ajudou a relembrar práticas essenciais que às vezes esquecemos durante o trabalho diário. A qualidade dos instrutores e da estrutura da Etsal é incrível e isso realmente fez a diferença. Sinto-me mais preparado e confiante para aplicar os conhecimentos adquiridos e compartilhar com meus colegas de trabalho”.

A professora Linda Sabá Pereira de Brito, coordenadora do curso e docente da Etsal, ressalta os objetivos específicos da capacitação: “Sensibilizar sobre as práticas de biossegurança, observar as relações entre os trabalhadores, identificar e compreender os riscos biológicos, químicos, físicos, ergonômicos e de acidentes, além de permitir a criação de propostas de melhoria nas práticas de biossegurança”.

No encerramento da Turma D, realizado em 27 de junho de 2024, os estudantes apresentaram seus conhecimentos por meio de uma exposição, focando em temas como a higiene das mãos e a adesão ao não uso de adornos no ambiente de trabalho. “Essa exposição permitiu que os alunos mostrassem o que aprenderam e como pretendem aplicar esses conhecimentos em seus ambientes de trabalho”, explica Linda Sabá.

Impacto e benefícios

Janaína Andrade, diretora da Etsal, destacou a importância do curso para a instituição e seus participantes: “A capacitação em biossegurança não apenas reforça as práticas de segurança no ambiente de trabalho, mas também sensibiliza os trabalhadores sobre a importância dessas práticas. Isso resulta em um atendimento mais seguro e de qualidade para os pacientes, além de fortalecer a missão da Etsal e da Uncisal de promover um ambiente de trabalho seguro e eficiente”.

A certificação dos 20 concluintes das turmas C e D ocorrerá em 11 de julho de 2024, marcando o sucesso de mais uma etapa do curso. A Etsal continua comprometida em oferecer formações que impactam positivamente a vida profissional e pessoal dos seus participantes, contribuindo para um serviço de saúde mais seguro e qualificado para a população de Alagoas.

ETSAL

A Escola Técnica de Saúde Professora Valéria Hora (Etsal), unidade acadêmica da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), é a única escola técnica pública de saúde em Alagoas, oferecendo educação profissionalizante de qualidade nos níveis fundamental e médio. Integrante da Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública (RedEscola) e da Rede de Escolas Técnicas de Saúde do SUS (Retsus), a Etsal é uma referência na formação de profissionais da saúde, comprometida com a melhoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e a redução da mortalidade materna e infantil em Alagoas.

*Com Assessoria