Colabore com o Eufemea

Homem é condenado a mais de 22 anos de prisão acusado de matar ex-companheira na frente dos filhos no Maranhão

Foto: Divulgação/TJ-MA

Um homem, identificado como Elionaldo Ferreira Rodrigues, acusado de assassinar a ex-companheira na frente dos dois filhos, da mãe e da prima a vítima, foi condenado a 22 anos e seis meses de reclusão. O crime aconteceu em setembro de 2021, na área Itaqui-Bacanga, em São Luís.

O julgamento aconteceu na terça-feira (28), no Fórum Desembargador Sarney Costa, em São Luís. De acordo com a denúncia do Ministério Público do Maranhão (MP-MA), o crime foi motivado por ciúmes após ter separado da ex-companheira. O casal viveu junto por oito anos.

Conforme as informações repassadas, Elionaldo chegou à casa da sua ex-companheira, Gildene Botelho Braga, no dia do aniversário da ex-sogra. Com uma faca, ele desferiu vários golpes contra a vítima. O crime foi presenciado pelos filhos do casal que, na época, tinham 7 e 16 anos. Em seguida, ele fugiu do local em seu veículo e foi preso por policiais militares na BR-135.

Segundo o MP-MA, Elionaldo já havia agredido a ex-companheira em outras ocasiões. Por conta disso, Gildene teria saído de Fortaleza e voltado a morar em São Luís, por ser constantemente ameaçada de morte pelo acusado. A vítima também havia medidas protetivas contra o acusado, por violência doméstica.

Em depoimento, o acusado disse que a ex-companheira o impedia de ver o filho do casal e que por isso, perdeu a cabeça e cometeu o crime.

Ele foi condenado por feminicídio qualificado pelo uso de meio que dificultou a defesa da vítima e majorado por ter sido praticado na presença dos dois filhos menores e, da mãe da vítima. Na sentença, o juiz negou ao acusado o direito de recorrer da decisão em liberdade e determinou que a pena seja cumprida em regime fechado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, onde ele já está preso, desde a época do crime.

*Com g1 Maranhão