Colabore com o Eufemea
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

“Criança não é mãe”: Levante Feminista realizará ato em Maceió contra PL do aborto

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Nesta terça-feira (18), às 8h30, o Levante Feminista realizará uma manifestação pública em frente à Câmara de Vereadores de Maceió, localizada no bairro do Jaraguá, contra o Projeto de Lei 1904/24. O ato convoca a sociedade alagoana a se posicionar contra a proposta que equipara o aborto realizado após 22 semanas de gestação, mesmo nos casos atualmente permitidos por lei, ao crime de homicídio.

Leia mais: Entenda o projeto que equipara aborto ao crime de homicídio

A proposta prevê penas de até 20 anos de prisão para mulheres que realizarem o procedimento, incluindo vítimas de estupro. As organizadoras do protesto destacam a necessidade de desenvolver mecanismos de proteção para meninas e adolescentes contra a violência, em vez de negar o acesso ao aborto legal.

Para o Levante Feminista, a aprovação do PL 1904/24 representaria um retrocesso nos direitos reprodutivos das mulheres e uma penalização adicional para as vítimas de violência sexual.

Veja também: “É uma aberração”, diz advogada sobre projeto que equipara aborto ao homicídio

Além disso, as manifestantes criticam a tentativa do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, de avançar com o projeto em caráter de urgência, sem promover debates amplos e inclusivos sobre o tema. Para as organizadoras, a falta de diálogo impede que a sociedade participe ativamente da discussão sobre uma questão tão sensível e impactante.

A manifestação promete reunir diversos segmentos da sociedade alagoana, com o intuito de chamar a atenção para os impactos negativos que o PL 1904/24 pode trazer.

Rebecca Moura

Rebecca Moura

Estudante de jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas. Colaboradora do portal Eufêmea.